EDUCAÇÃO ESPÍRITA EXIGE ESFORÇO PERMANENTE

Na Educação Espírita não existe um limite para o encerramento dos estudos. A ordem é amar e se instruir sempre.

Elenilda Soares Bonin – Coordenadora da Educação Espírita

De acordo com Elenilda Soares, coordenadora da Educação Espírita (EDU) no Grupo Scheilla, muitos de nós iniciamos os estudos ainda no plano espiritual, damos continuidade na evangelização de bebês, evangelização infantil, mocidade, ciclo de estudos e em outras ações. “Também devemos buscar sempre o estudo e a pesquisa nos cursos de aprofundamento do Evangelho, Núcleo Espírita Bíblico – NEB, no Estudo Sistematizado da Doutrina Espírita – ESDE, nos Estudos das Obras de André Luiz – NEAL, em seminários, congressos e demais cursos oferecidos pelas instituições espíritas”, explica Elenilda.

A Educação Espírita permeia as tarefas desenvolvidas pela casa, uma vez que em todas há o estímulo à leitura edificante e prece, compelindo o tarefeiro sempre ao estudo e à reflexão. Segundo a coordenadora, especialmente neste momento de transição, que convida a mudanças e à superação de dificuldades íntimas, há necessidade de estabelecer diretrizes para a Educação Espírita, no sentido de estimular a vivência com mais intensidade e consciência dos ensinamentos de Jesus. “O objetivo é trazer para o nosso íntimo mais alegria e amor; prazer na realização das tarefas na Seara do Mestre; estímulo dos sentimentos de gratidão e esperança,” detalha a tarefeira.

Desta forma, Elenilda acredita que as diretrizes de ação da Educação Espírita têm se voltado à busca pelo diálogo com os diversos segmentos da coordenação e da Casa, visando o fortalecimento de todos os seus membros nos ideais de amor e fraternidade. Para isso, são promovidas reuniões, encontros fraternos com as equipes de coordenação e estudos.

Elenilda lembra das palavras de Bezerra de Menezes para traduzir as necessidades dos tempos atuais: “Juntos somos união, separados somos só pontos de vista”. O momento pede para deixarmos de lado nossos melindres e, juntos, concluirmos a obra com mais rapidez e eficiência.

Nesse sentido, é bom lembrar que faz parte da Educação Espírita a Coordenação da Biblioteca, manancial de luz em nossas vidas, onde podemos pegar livros emprestados gratuitamente, matando a sede e alimentando o nosso espírito com mensagens e informações esclarecedoras.

Elenilda aproveita para manifestar a gratidão da equipe da EDU que realizou muitos dos eventos deste ano e chamou a atenção para FESTA DA CRIANÇA E DA FAMÍLIA ocorrida na CEAL no dia 24 de setembro.

Familias espíritas reunidas em reflexões e lazer lúdico, permutam energias sublimes de paz e amor.